12 de jul de 2011



    Falar em infância é encher o peito com uma nostalgia, pois, não tem como não se lembrar daquela menina de franja mal cortada, cabelos longos, magrinha que usava vestidinhos e sapatos com meias, na verdade eu era uma menina tímida de traços simples, com um olhar desconfiado, às vezes me sentia meio perdida em um mundo tão grande.
    Até meus oito anos eu morava em uma fazenda, depois tive que ir pra cidade, pois tinha que estudar, e só voltava ao campo nos finais de semana, neste lugar ficaram guardadas tantas lembranças, é inexplicável a saudade que sinto ao falar daquele recanto verde, das noites de fogueiras, das histórias que o meu pai me contava, sob o olhar das estrelas, de correr por entre as flores, sentindo seu aroma suave, sinto saudades deste lugar, pois, foi ele que desenhou minha infância que viu meus primeiros passos, que me viu chorar e sorrir, e hoje eu sei que boa parte da minha vida está gravada lá, talvez a melhor parte, pois lá plantei meus primeiros sonhos.
    Quando tinha aproximadamente onze anos, meu pai aposentou-se e então fomos morar definitivamente na cidade, e foi tudo novidade eu tinha um monte de amigas, desfrutava de coisas que no campo não tinha, mas até hoje quando a chuva bate na janela e eu vejo ao longe a montanha, lembro-me da menina que de certa forma ficou lá no campo, por entre aqueles pastos, correndo em busca do rio, pra se banhar em suas águas frias naquelas manhãs inesquecíveis, se pudesse eu voltava no tempo, sentaria na calçada ao lado dos meus pais e ficaria procurando estrelas cadentes, e de certo terminaria a longa estrada de pedras que comecei a construir, me balançaria no galho das árvores, e me encontraria novamente com aquela infância doce, daria novamente meus primeiros passos e viveria mais uma vez a emoção de um tempo que pra mim será sempre eterno, pois, hoje eu ainda sou feliz, mas a vida na infância é bem menos complicada, os sonhos são mais bonitos, e acreditamos que só existe o amor, ah! Que tempo bom, tempo que não volta, mas que ficará pra sempre guardado nas minhas melhores lembranças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário