18 de out de 2011


Eu sempre via as pessoas felizes, sorrindo, sem se abalar com nada, sem sentir uma mínima dor, não se importando com as outras pessoas e com o que elas acham ou deixam de achar, sempre quis ser assim: fria.
Hoje, fatos me fizeram ser assim, me arrependo da minha vontade antiga, ninguém sabe o quanto que é ruim sentir uma falta dentro de si mesmo, uma angústia infinita, um querer mais não ter ânimo nem determinação pra isso e para aquilo, é ser fria por fora e por dentro. Isso dói, é a pior dor, como se fosse incurável.
Dê graças a Deus que você consegue sentir aquele calafrio por tal pessoa, dê graças a Deus por conseguir acreditar nas palavras repetidas de certo alguém… Dê graças a Deus por conseguir chorar e seu coração ter sido partido, e mesmo assim saber que algum dia alguém conseguirá te conquistar novamente, mesmo que não queira isso, mesmo que ache que essa dor nunca terminará. Dê graças a Deus por ter sentimentos intensos ainda.
Eu não consigo, não consigo me atirar, não consigo ter um pingo de confiança nas palavras ditas, nas ações. Acho que de tanto me machucar, só sobrou um pouco de essência, não me culpe por isso, eu não escolhi.
(Bárbara Rodrigues)

Nenhum comentário:

Postar um comentário